sábado, 2 de fevereiro de 2013

Mais que vencedor [Alex Dias Ribeiro]

Surpresa!!!!!
Ficha técnica:
  • Título: Mais que vencedor
  • Subtítulo: Sem ser campeão do mundo!
  • Páginas: 272
  • ISBN: 9788524304262
  • Categorias: Desenvolvimento pessoal
  • Edição: 2012
  • Selo: Hagnos e  United Press


Sabe quando você leva um susto durante a brincadeira de amigo secreto?
Foi assim que aconteceu. Pedi para meu amigo secreto um livro de poesias de Mario Barreto França e ele, através daqueles bilhetes caretas, me comunicou que não poderia atender meu pedido por causa do valor do presente.Estranhei, afinal o livro tinha valor correspondente ao combinado, mas como o amigo se dizia desempregado no momento, fiquei quieta.
Levei o presente do meu amigo, dois Cds que ele pediu. Quando disseram meu nome e vi o que ganhei, fiquei decepcionada.Um livro sobre automobilismo? Justo eu que só exercito o cérebro lendo ou escrevendo?
Agradeci, guardei o livro até o dia que não tinha nada mais para ler em casa e livrarias, sebos e afins encontravam-se de portas arriadas pela noite.

Abri o livro sem muita esperança e confesso que não parei de ler mais.
Um livro coeso, sem exagerar em termos técnicos, que apesar de falar deautomobilismo, ao adentrar ao significado do nome em si, disseca o ministério do Apóstolo Paulo.
Lendo a gente aprende o verdadeiro significado da célebre frase deste apóstolo: "...Mas em todas estas coisas somos mais que vencedores naquele que nos amou"

Aqui aprendi um pouco mais sobre os motivos do sofrimento imposto a este que foi considerado por muitos O Perseguidor, mas que se tornou perseguido depois do encontro no caminho de Damasco.



Amei. E amo. É um de meus preferidos com certeza.

O Vencedor [Frei Betto]

Aproveitei este domingo para ler

Agradeço minha sensibilidade em guardar etse livro para um de meus momentos de seca literária.

Tinha deixado ele para ler quando não tivesse nada em cima da comoda (ela é minha mesinha de cabeceira-vive cheia de livros para eu ler ou reler).

Hoje, depois que cheguei da igreja, aproveitei a solidão de minha doce casa e ataquei o pobre.

Um romance social maravilhoso. Quem dera que todas as pessoas tivessem a clareza que Mário tem ao deixar de lado sua empresa e sonho megalomanico para cuidar de seu filho.

Venceu duas vezes, a perca do filho, que se mostrava imninente e a ganãncia ao deixar de lado as ofertas de dinheiro fácil que aparece ao final.

E sua família venceu muito mais, o preconceito, a separação - tão comum nas famílias que vivem junto, mas separam-se por seus próprios desejos, mesmo morando na mesma casa.

Justo a amizade, o amor e a volta aos valores familiartes, tão fora de moda hoje, recuperam muito mais que um dependente químico, mas a família.

Frei Beto deve ser imortalizado por escrever este livro, que para muitos pode ser mais um sobre o tema, mas que de forma simples, objetiva os verdadeiros valores sociais, apesar de o dinheiro e a politicagem barata fazer parte dos altos comando, que com certeza conhece nome,Rg e endereço dos grandes carteis de dorgas que matam nossos jovens e destroem a família anível nacional e mundial.

Livro válido, com certeza.

Caminhos da alma [João Braga Neto]

Não dá para interromper a Leitura
 Skoob

Livro magnífico, Caminhos da Alma nos faz andar pelas avenidas e ruelas dos sentimentos humanos. Conhecer d eperto as barbaridades humanas expressas nos poemas e sonetos sociais na Seção O Mundo que me rodeia, na verdade, certas situações não só nos rodeiam mas nos engolfam...

Em Palhaço, além de incentivar rir, apesar dos pesares, nos dá a dica de dobrar a esquina em deixar para trás algumas dores, quem dera todas.

Em Matuto, fca a promessa de que por baixo de cada caranca bate um coração apaixonado. grande verdade, por sinal.

Em Seus Olhos, uma narrativa ambígua de amor e sexo, sem se tornar pornográfico, profano, um insinuação, embora clara, de desejo saciado e amor correspondido.

Divino livro de poesias de João Braga Neto, escritor paranaense, fixado em Mato Grosso, político desiludido com a porcaria que este cenário se tornou, caminhoneiro, pai de família apaixonado e um grande autor.

E para conhece-lo, não é necessário procurar-lhe a Biografia na internet, basta ler o livro, está lá impregnado em seus versos, sua vida, seu sangue, sua veia poética.

Livro de uma história de vida!


Sinopse:

Sinopse - Caminhos da Alma - João Braga Neto

Sinopse
O livro faz parte do Projeto Mato Grosso em Versos e tem orelha assinada pelo escritor e publicitário carioca Théo Drummond, que tem já 17 livros seus publicados e por Daufen Bach, poeta matogrossense, além de Prefácio da Jornalista e Escritora Veronica de Nazareth.
Prefácio, que por si só já é uma obra literária.
A escritora classifica o livro de João Barga Neto, como uma obra humano-poética.

Em Caminhos da Alma, o João Braga Neto faz o leitor viajar por sentimentos diversos, indo do amor leal ao sentimento de inquietação social, tão latente no autor e que se faz gritante principalmente nos poemas de estrada,que no livro são apresentados sob o subtítulo O Mundo que me rodeia Ambientalista,Anjo de Ninguém, Vida Fácil e Prostituta. Aléms disto, o livro faz com que o leitor não queira parar de ler.É totalmente envolvente.E dois poemas sobre cão são diferentes e divinos, a desilusão em Mel e a conscientização do eu em Cão.
Vale a pena ler.

Caminhos da Alma - João Braga Neto
Onde Comprar
Caminhos da Alma - João Braga Neto

À Procura dos Motivos [Oswaldo França Jr]


Literatura fácil
À Procura dos Motivos, de Oswaldo França Jr, é um livro de leitura fácil e rápida.
Sobre o livro:

editora: Nova Fronteira
ano: 1987
estante: Literatura Brasileira
páginas: 132 


As palavras usadas para a composiçao do mesmo são muito próximas a um diálogo totalmente informal.Isto não quer dizer que seja um livro oco. Na verdade o livro cumpre bem seu papel de lazer e de acrescer conhecimento, já que nos faz ver que às vezes fazemos muitos questionamentos desnecessários.
Muitas vezes tomamos decisões aparentemente precipitadas mas que estão forradas de informações emocionais, que guiam nossas vidas, memso quando não percebemos o quanto são importante.

Li de uma tacada só. É difícil abandonar sua leitura.

A Ressurreição de Cristo [Og Mandino]

Sobre o Livro

Editora Record, 1981 - 264 páginas
 


Uma Leitura impressionante - uma viagem de reformulação de pensamento
O autor, Og Mandino, romanceia o tema de forma interessante.
O personagem principal é um escritor que perdeu a fé.Em entrevista num programa de tv, diz que vai escrever um livro contando que a Ressurreição de Jesus trata-se de uma farsa.
Após esta afirmação, ele envolve-se num acidente e depois de agredido perde os sentidos e ao acorda está na Jerusalém do ano 6 d.c. na casa de José de Arimatéia o que lhe faz formular a idéia de entrevistar uma lista de personagens diretamente ligados a vida de Jesus.
Assim, com o nome de Matias, utilizando-se de profundos conhecimentos da História Romana e detalhes bíblicos e ele descreve os depoimentos de forma eletrizante.
Consegue provar que a história bíblica da ressurreição é verdadeira.
Ele mesmo, Matias, agora do outro lado da situação, é condenado a lutar numa Arena pela vida onde é ferido e desperta no quarto do hotel na Era atual, achando tratar-se de um sonho. Quando se ambientaliza na realidade percebe que há algo no suposto ferimento: ainda em seu peito está um amuleto em forma de peixe - símbolo dos cristãos primitivos, que José de Arimatéia havia dado a ele.
Para ser sincera, todas as vezes que li este livro foi de um fôlego só!
Li pele primeira vez aos 17 anos, um amigo da época, o Isaak, de Poá, me emprestou. Passei a noite lendo.

O caçador de pipas


O caçador de pipas - eu li
"Existe apenas um pecado, um só. E esse pecado é roubar... Quando você mente, está roubando de alguém o direito de saber a verdade."

Editora: Nova Fronteira

Enfim consegui ler este livro. Um romance que tem como pano de fundo a História recente do Afeganistão. As inconstâncias do fanatismo religioso que leva um sociopata a ser um libertador de uma cidade, as mentiras que qualquer Sociedade mantêm para manter-se imaculada, apesar das sujeiras debaixo do tapete. A burocracia que envolve coisas simples como a adoção, por exemplo, seus males e consequências.

Fico me perguntando como as pessoas conseguem viver com suas poluições pseudomoralistas e com suas fofocas decorrentes de problemas que eles mesmos aceitam quando os envolvidos são outros.

As aberrações da mente humana que são potencializadas pelo ambiente hostil de uma guerra, a facilidade com que aceitamos que um país invada o outro e mate pais, mães e filhos. A morte como método de eliminar não apenas um oponente político ou religioso, mas pessoas classificadas como inferiores entre si, a chamada limpeza etnica.

Caçador de Pipas mostra sim a confusão da alma de pessoas que são roubadas em seu direito de saber quem realmente é. A humilhação que faz até crianças perderem o viço da vida, sua ingenuidade e inocência, a lealdade de alguns por outros apesar de tudo. A permissividade da guerra que parece mostrar o pior dos homens. Homens que se acham detentores da Lei e dos bons costumes,mas escondem em si o desejo à violência contra mulheres e crianças, que encontram prazer em destruir a crença e dignidade de outros seres com seus anseios sexuais insanos.

Para mim este livro mostra esta ferida aberta e fétida que é a invasão de um povo à uma terra que não lhes pertence, destruindo não só costumes e tradições, mas também a fé do homem no homem...

http://eliselorena.blogspot.com.br/2012/01/o-cacador-de-pipas.html

A Menina que roubava livros


Sinopse
Comentei no Skoob minha opinião.
Amei este livro.
Ganhei no meu aniversário, em 2012, de minha amiga Jane Eyre Uchoa

Dados do Livro Markus Zusak - 480 páginas - Intrínseca

Li e amei o livro, apesar de ser escrito no estilo norte-americano e eu não gostar muito do modo de escrita deles, mas a História em si é deliciosa de ler.
Intrigante e cheio de mistérios, nos leva a observar vários sentimentos espalhados pelo contexto.
Bem, não posso escrever muito pois minha verdadeira resenha estou reservando para meu livro, que trás como assunto principal a Morte. Mas indico a leitura aos amantes desta arte.
É um livro que nos faz pensar e isto sempre é muito bom.